De volta ao mangá.

Um pouco enferrujada, mas estou voltando.

Posso dizer com uma boa dose de certeza de que foi por causa do mangá que eu decidi trabalhar com quadrinhos e ilustração. Antes de começar a ver animes e a ler mangás, o desenho para mim era só um passatempo, e eu não o enxergava como uma ferramenta séria para contar as histórias que eu criava.

A partir do momento em que eu percebi que o desenho podia me servir para muito mais que uma diversão e que ei, até que eu era boa nisso, eu comecei a encarar o desenho com mais seriedade, e o estilo mangá foi uma escolha natural porque era o que eu mais consumia e me influenciava no momento.

"Mas mangá não é exatamente o estilo preferido de quem contrata ilustradores, não é?"

"Na verdade, você desenha bem mas consegue fazer alguma coisa que não seja mangá?"

Essas eram as frases que eu mais ouvia. Essas e "é bom você saber desenhar em todos os outros estilos, tipo realista, cartum, se quiser viver disso."

E querendo um espaço no fabuloso mundo de quem vivia do desenho, topei a idiotice de me afastar do único estilo com o qual eu me identificava de verdade, e acabei no fim das contas não tendo estilo nenhum. E isso para mim foi ruim, de verdade. Eu gosto de unidade, de identificação. Eu adoro bater os olhos em uma ilustração e saber de quem se trata antes mesmo de ver a assinatura do artista. E isso eu não via nos meus próprios desenhos. Eles podiam ter sido feito por qualquer um. E por isso mesmo, passei a achar que meus desenhos eram nada mais que ruins 

Passei a me lembrar com mais frequência de que quando eu ainda desenhava no estilo mangá, mais de uma vez ouvi que alguém tinha reconhecido um desenho meu antes mesmo de saber que era meu. E passei a entender que talvez eu não fosse uma falha como ilustradora ou quadrinista. Eu apenas estava tentando ir contra o estilo que eu mais me sentia em casa. No caso, o mangá 

E não, eu não vou deixar de me desafiar porque decidi voltar a desenhar mangá. Anatomia, perspectiva, composição, cores é algo universal a qualquer estilo, e me tornar melhor em cada um deles é, e sempre foi, meu maior desafio e pretensão. Eu só vou parar de querer fazer o que eu não gosto.

E antes que digam qualquer coisa, amo o estilo realista, o cartum, mas não vou mais encará-los como uma obrigação, mas como um talvez sim talvez não 

2 comentários:

  1. Você desenha muito bem <3
    Eu já tentei, mas sou um desastre hahaha apanhooo com os olhos sempre

    ResponderExcluir
  2. @Clay, obrigada =D
    Olhos são uma parte ruim mesmo, meu desenhos por muito tempo foram ciclopes porque eu acertava um olho e errava o outro totalmente xD

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.