Sábado à Noite - Babi Dewet

Da série de resenhas mega-atrasadas porque a Maria Fernanda é uma procrastinadora-sênior, venho falar de um livro muito fofo chamado...  Sábado à Noite!

Escrito por Babi Dewet, o livro Sábado à Noite (que surgiu como fanfic da banda McFly) me lembrou muito os filmes clássicos adolescentes dos anos 80 que eu adorava assistir na Sessão da Tarde. Sabe, garota popular, garoto popular de um jeito às avessas, gatinhas, gatões, confusão, encontros, desencontros, corações partidos e muita vontade de esganar meio mundo de personagem por que atrapalham (mesmo quando tentam ajudar) aqueles que a gente só quer ver juntos e felizes para sempre? Pois é...

Sábado à Noite é isso tudo e muito, muito mais. Lendo o livro, gastei todo o meu arsenal de "Ohhhh! *_*", "Ahhhh! =O", "Nãooooo! >:U" e "Duhhhhh! >_<" possíveis, enquanto acompanhava a história de Amanda, a protagonista, garota super bonita e parte do grupo de populares e Daniel, um conhecido bagunceiro e parte do grupo dos marotos da escola.


Tendo como pano de fundo o dia a dia escolar, acompanhamos o desenrolar (ou seria enrolar?) da história desses dois, que são parte de grupos totalmente opostos na hierarquia social da escola. Ambos já haviam se gostado a um bom tempo atrás, mas Amanda, movida pela amizade que tinha por Guiga, que também gostava de Daniel, havia renunciado a esse amor. Só que ela de repente se dá conta de que nunca deixou de gostar de Daniel e esse sentimento só cresce com o desenrolar dos bailes de Sábado à Noite, instituidos pelo diretor da escola.
A cada baile Amanda se vê profundamente tocada pelas letras do misterioso grupo chamado Scotty, cujos integrantes se apresentam sempre mascarados e que ninguém sabe quem são (como pode ninguém se ligar no esquema Clark Kent e Superman que rola com os Scotty e os Marotos? XD)
O relacionamento de Amanda e Daniel, e do próprio grupo das populares e dos marotos, vai se aprofundando. E complicando.

Ler Sábado à Noite para mim foi uma experiência bem diferente. Acostumada com livros sempre cheios de mistérios, corre-corre e reviravoltas, eu demorei um pouco a me adaptar ao ritmo mais "dia após dia" da história. Mas depois que peguei no embalo, quem disse que conseguia largar o livro? XD
A história oferece uma verdadeira montanha russa de emoções. Ora a gente está torcendo pelos personagens, ora está querendo torcer o pescoço dos personagens. Às vezes a gente está adorando alguém para morrer de ódio dessa pessoa logo em seguida e vice-versa. E diferente de muita gente que acabou com raiva da Amanda... eu fiquei com raiva foi da Guiga! Huahuahua... Além de sempre ter detestado garotas que fazem o maior drama quando estão apaixonadas, tipo: "eu gosto de Fulano, buáááááá, oh dor o que faço buá buá buá vou morrer", eu achei a personagem meio egoísta. Ela parece estar sempre tão preocupada com seus próprios sentimentos que não percebe que haviam outros sofrendo bem mais que ela. Terminei o livro achando que ela não merecia a amizade da Amanda u_u

Eu espero sinceramente que o livro tenha uma continuação, afinal acredito que o final (e que final *_*) do livro deixou muita gente surtando. Eu inclusa XD

Mais informações:





Nome: Sábado à Noite
Autor: Babi Dewet
Editora: Independente
Número de Páginas: 288

Web:
Hotsite do livro Sábado à Noite (dá para ler o primeiro capítulo lá *_*)
Blog da Babi Dewet
Sábado à Noite no Skoob

4 comentários:

  1. Ah que fofa!! Adorei a resenha, fico tão feliz que tenha gostado!
    E adorei sua opinião hahahaha acho que concordo muito com a questão da Guiga, viu? ^~

    beijocass e obrigada =*

    ResponderExcluir
  2. Ah que fofa!! Adorei a resenha, fico tão feliz que tenha gostado!
    E adorei sua opinião hahahaha acho que concordo muito com a questão da Guiga, viu? ^~

    beijocass e obrigada =*

    ResponderExcluir
  3. @Babi Dewet
    Opa, que bom que gostou da resenha =DD

    ResponderExcluir
  4. @Babi Dewet
    Opa, que bom que gostou da resenha =DD

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.