Alice no País das Maravilhas


Ontem fui assistir ao filme Alice no País das Maravilhas, do Tim Burton, em 3D. Como eu nunca tinha visto um filme com essa tecnologia antes, acho que eu estava mais curiosa em saber como seria do que com a história em si, hahaha XD
Tinha muito medo de chegar lá e descobrir que não ia poder ver o filme, pois sempre me perguntava: quem usa óculos pode assistir filmes em 3D? A resposta é sim, com certeza. Mas achei esquisito pra caramba ficar com dois óculos no rosto, e no fim do filme minha orelha estava meio dolorida o-o'

Mas fora esses detalhes, foi tudo muito legal. Achei o filme bem... hmmm... Tim Burton. Se é que me entendem.
Pra começar, o filme segue e não segue fielmente os dois livros. Na verdade, a história é uma mistura dos dois, mas se passa alguns bons anos depois da visita da menina ao Mundo Subterrâneo, e que ela chama de País das Maravilhas.

O lugar está praticamente destruído pela tirânica (e cabeçuda) Rainha Vermelha de Copas, que roubou a coroa de sua irmã, a Rainha Branca, e estava espalhando o terror pelo lugar.
É nesse cenário bem sinistro que Alice vai parar após escapulir de uma festa onde foi pedida em casamento por um lorde ruivo esquisito, sem um pingo de imaginação nem senso de humor. Aparentemente, Alice foi atraída para o País das Maravilhas pelos integrantes do movimento anti-Rainha Vermelha (Cabeçuda) de Copas, mas como ela não se lembrava mais das suas aventuras naquele lugar (inclusive achava que tudo não passava de mais um sonho maluco) todo mundo começa a achar que o Coelho trouxe a Alice errada. Mas se nos livro uma doidera vem depois da outra, no filme o mesmo acontece com a ação. A partir do momento em que Alice conversa com a, ops, o Lagarta Azul fumante (né, esqueci o nome do pobrezinho) o filme começa a ficar bem movimentado.



Bem, fica difícil falar mais sobre o filme sem fazer grandes revelações (porque ou a gente conta quase nada, ou acaba contando tudo, hehehe). O que posso dizer é que o Chapeleiro Louco (interpretado por Johnny Depp, que arrasou mais uma vez) ganhou bastante destaque no filme, o que não eu estranho já que aparentemente a maioria das pessoas que gostam de Alice no País das Maravilhas tem o Chapeleiro como personagem favorito.

Outra coisa, vocês saberiam me dizer qual é a semelhança entre um corvo e uma escrivaninha? =D




Mais informações:




Site oficial Alice in Wonderland (inglês)
Site oficial Alice no País das Maravilhas (português)

3 comentários:

  1. O chapeleiro se popularizou bastante por causa da versão da Disney e dos parques temáticos. Pelo que eu vejo por aí — já que eu nunca fui ver pessoalmente — o personagem dele está sempre junto com a Alice. ^^

    Outro personagem que ganhou mais destaque por causa da Disney foi o gato de Cheshire, que pelo que eu lembro aparece pouco no livro. Mas ele é meu favorito por fazer parte do meu diálogo favorito :D Esperava ter visto mais desse personagem no filme.

    Gostei foi de uma referência indireta ao tal diálogo: I'll make my own path! :D Mostra como a personagem amadureceu...

    Dá de ver que eu gostei do filme, né? :P

    ResponderExcluir
  2. O chapeleiro se popularizou bastante por causa da versão da Disney e dos parques temáticos. Pelo que eu vejo por aí — já que eu nunca fui ver pessoalmente — o personagem dele está sempre junto com a Alice. ^^

    Outro personagem que ganhou mais destaque por causa da Disney foi o gato de Cheshire, que pelo que eu lembro aparece pouco no livro. Mas ele é meu favorito por fazer parte do meu diálogo favorito :D Esperava ter visto mais desse personagem no filme.

    Gostei foi de uma referência indireta ao tal diálogo: I'll make my own path! :D Mostra como a personagem amadureceu...

    Dá de ver que eu gostei do filme, né? :P

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo recadinho no Coffie :-) Smack, Fê.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.